Instituto S. João de Deus

O ISJD, Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), fundado a 11 de Novembro de 1977, foi criado para gerir os Estabelecimentos Hospitalares da Província Portuguesa da Ordem Hospitaleira.

 

Sobre Nós

Quem Somos

O Instituto S. João de Deus, Instituição Particular de Solidariedade Social, fundado a 11 de Novembro de 1977, com aprovação dos seus Estatutos por despacho do Ministro dos Assuntos Sociais, publicado em Diário da República, nº288, II Série, foi criado para proceder à gestão dos Estabelecimentos Hospitalares da Província Portuguesa da Ordem Hospitaleira.

A atuação do Instituto S. João de Deus é de âmbito nacional, prosseguindo fins de saúde, assistência, reabilitação e reinserção social nos seus 8 Estabelecimentos Hospitalares/Centros Assistenciais. Assim, e segundo o art. 2º dos seus Estatutos, presta serviço de psiquiatria e saúde mental, alcoologia, toxicodependência, medicina física e de reabilitação e prestação de cuidados nas valências da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados.

Visão

Potenciar no Instituto S. João de Deus (ISJD), através dos seus Estabelecimentos, a prestação de cuidados de saúde e de apoio social humanizados e baseados nos princípios da Hospitalidade, que se afirmem pela qualidade.

Missão

Prestar cuidados de saúde e apoio social humanizados à população em geral, inspirados no estilo carismático de S. João de Deus, de acordo com a doutrina social da Igreja, com excelência técnica e rigor científico, dando particular atenção aos mais desprotegidos e contando com Colaboradores especializados e comprometidos com o princípio de “fazer bem o bem”.

Valores

Hospitalidade

Qualidade

Respeito

Responsabilidade

Espiritualidade

Domínios de Intervenção

A intervenção do Instituto S. João de Deus, pode concentrar a sua realização em 4 grandes domínios:

 

1º Domínio de Intervenção

Prestação de cuidados de saúde a pessoas portadoras de doença mental, na fase aguda, com intervenção na crise, e em casos de doença de evolução prolongada, com inserção nas diferentes unidades consoante a sua patologia e o seu grau de autonomia;

Reabilitação psicossocial, cuja intervenção visa atingir o maior grau de autonomia possível do utente, procura melhorar a qualidade de vida e potenciar o direito à cidadania, através de acções ao nível sócio-ocupacional (ateliês de ocupação e ateliês de actividade produtivas), residencial, promovendo a reinserção familiar e comunitária, a formação profissional e o exercício profissional. A prestação de serviços a este nível inclui respostas em unidades residenciais de treino (transição) e unidades de vida, intra-institucionais e comunitárias, no âmbito dos cuidados continuados de Psiquiatria e Saúde Mental;

Tratamento de doentes dependentes do álcool pela desintoxicação orgânica e pela reabilitação psicológica, familiar e social do doente alcoólico, incluindo nos seus programas de intervenção os cuidados médicos, os cuidados de enfermagem, as avaliações e o apoio psicológico, as sessões pedagógicas, os treinos de assertividade, relaxamento e integração sensorial, apoio sócio-familiar e intervenção de pastoral da saúde e animação;

Tratamento da toxicodependência cuja a intervenção assenta na desintoxicação e/ou na reabilitação do utente dependente de drogas, incluindo nos seus programas de intervenção os cuidados médicos, os cuidados de enfermagem, as avaliações, o apoio psicológico, apoio sócio-familiar e intervenção de pastoral da saúde e animação;

Psicogeriatria/Gerontopsiquiatria, com serviços prestados em estruturas próprias, às pessoas idosas que sofram de patologia psiquiátrica, com programas de intervenção específicos, globais e individualizados.

 

2º Domínio de Intervenção

Outros cuidados diferenciados de saúde:

Ortopedia/cirurgia ortopédica, oficinas ortopédicas, cirurgia pediátrica, cirurgia geral, cirurgia plástica e reconstrutiva, fisiatria/medicina física e de reabilitação, anestesiologia, cirurgia vascular, oftalmologia, otorrinolaringologia e medicina dentária.

 

3º Domínio de Intervenção

Prestação de cuidados de geriatria, enquadrados ao nível residencial, numa estrutura com acompanhamento médico, psicológico, de fisioterapia, de enfermagem e do serviço de pastoral de saúde e animação;

Prestação de cuidados continuados, em regime temporário, com o objectivo de prestar cuidados de saúde iniciados no internamento hospitalar ou de agudização de episódios de doença crónica.

 

4º Domínio de Intervenção

No acolhimento aos sem-abrigo, imigrantes ou nacionais, em situação de emergência humanitária. São espaços de acolhimento temporário, promovendo o apoio psicossocial, e outros considerados necessários, destinados prioritariamente aos cidadãos em extrema vulnerabilidade.

Gestão Institucional

Direção

Presidente do Instituto

Ir. Vítor Manuel Lameiras Monteiro

 

Secretário

Ir. Alberto Paulo Madureira Mendes, sac.

Tesoureiro

Ir. Paulo Irineu Corte Gouveia

Vogal

 Ir. Augusto Vieira Gonçalves

Departamentos

Nos termos do Art.º 8 funcionam três Departamentos de apoio à Direção do Instituto na gestão e organização do mesmo. Cada Departamento, na dependência orgânica de um membro da Direção, tem competências próprias. Regulamento Geral, Art.º 14.

 

DEPARTAMENTO CLÍNICO E TÉCNICO-ASSISTENCIAL

Dr. Vítor Cotovio

Este Departamento tem como função elaborar e propor à Direção do Instituto as linhas orientadoras da Ação Clínica, Assistencial e áreas que pressuponham um serviço técnico, face aos desafios que forem surgindo no âmbito das valências em que a ação do Instituto se expressa, assegurando consonância com os princípios e valores da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus.

 

DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO

Drª. Sónia Ângelo

– Responsabilidade técnica do tratamento contabilístico, fornecendo toda a informação necessária;

– Orientação na elaboração do plano e orçamento anuais, controlar a sua execução e propor à Direção do Instituto S. João de Deus medidas correctivas para os desvios;

– Implementar e controlar a Central de Compras para todo o Instituto S. João de Deus;

– Proceder a auditorias internas ou supervisionar as externas.

 

DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS

Drª. Anabela Rodrigues

– Propor à Direção do Instituto normas e políticas de Gestão de Recursos Humanos, apoiar tecnicamente e garantir a sua implementação;

– Coordenar a gestão dos Recursos Humanos, apoiar a gestão dos recursos Humanos, nas diferentes vertentes: Recrutamento, Formação, Avaliação de desempenho, gestão técnico-administrativa e Relações Laborais;

– Elaborar orçamentos de encargos com o pessoal, bem como, analisar os indicadores de Gestão de Recursos Humanos.

Assessorias

Em apoio à ação do Instituto, e dependentes da sua Direção, funcionam as Assessorias. Regulamento Geral, Art.º 15. Deste modo, funcionam as seguintes Assessorias:

 

PASTORAL DA SAÚDE E ANIMAÇÃO

Doutora Susana Queiroga

Sugerir e acompanhar a ação hospitaleira e carismática do Instituto, nas áreas da Pastoral da Saúde e Animação, tendo em conta não só as orientações da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus, mas também as normas legais aplicáveis, não contrárias aos princípios daquela.

 

EQUIPAMENTOS, OBRAS E SEGURANÇA

Arq. Gonçalo Castelo Branco

Estudar as aplicações e implicações previsíveis, nomeadamente legais, que surjam em relação aos equipamentos; planear, acompanhar e supervisionar novas construções ou reestruturar e remodelar as existentes, bem como as opções de segurança adequadas às instalações cedidas ao Instituto, segundo as normas legais aplicáveis.

 

APOIO JURÍDICO E CONTENCIOSO

Drª. Filipa Dias

Adequar o estudo das situações jurídicas na esfera da ação do Instituto, com a coordenação de tomadas de decisão nesse âmbito, e o acompanhamento para a solução de casos que requeiram atenção técnico-jurídica especial.

 

ORGANIZAÇÃO FARMACÊUTICA

Drª. Maria João Monteiro

Assumir a coordenação e a responsabilidade da política de Farmácia do Instituto; articular a sua ação com os responsáveis locais dos depósitos de medicamentos e/ou farmácias dos Estabelecimentos, de acordo com a legislação respetiva; proceder regularmente à prospeção de preços e apresentar propostas para a decisão de aquisição dos produtos.

 

ASSESSORIA DE ENFERMAGEM

Enf. Carlos Manuel Lopes Vieira

Elaborar e propor à Direção do Instituto as linhas orientadoras para o exercício da Enfermagem, face aos desafios que forem surgindo no âmbito de todas e cada uma das valências da ação do Instituto, na medida em que o exercício da Enfermagem seja requerido para o legal funcionamento integral das mesmas, sempre segundo os princípios e valores da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus; Elaborar e propor à Direção do Instituto critérios de uniformização em relação à estrutura organizativa e de funcionamento, no âmbito da Enfermagem, de acordo com as especialidades de cada Estabelecimento.

 

ASSESSORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Dr. Daniel Garcia Duarte

Definir o planeamento estratégico dos Sistemas e Tecnologias de Informação; dar suporte à Sede do Instituto e aos seus Estabelecimentos através do estudo, implementação e manutenção de soluções empresariais de Sistemas de Informação.

Núcleos

NÚCLEO DE VOLUNTARIADO

1) Acompanhar o desenvolvimento do modelo de gestão do voluntariado, quer na Sede, quer nos Estabelecimentos;

2) Apoiar a atividade dos Estabelecimentos, em particular a atividade dos responsáveis locais do voluntariado;

3) Propor formação para os voluntários;

4) Representar o voluntariado do ISJD nas estruturas da sociedade civil, sempre que mandatado pela direção do Instituto.

 

NÚCLEO DE FORMAÇÃO

1) Planear a formação sobre a instituição nos seus princípios e valores e delinear, propor e acompanhar a formação técnica, aos vários níveis, em articulação com o Departamento de Recursos Humanos;

2) Elaborar o plano de formação do Instituto, auditorias internas, e acompanhar a sua implementação a nível local;

3) Garantir a continuidade do Instituto S. João de Deus como entidade formadora acreditada.

Gabinetes

GABINETE DE COMUNICAÇÃO E IMAGEM

1) Propor e acompanhar a implementação da política de Comunicação Institucional;

2) Gerir os meios de comunicação do Instituto, de acordo com a política de Comunicação.

 

GABINETE DA QUALIDADE

Garantir a implementação, manutenção e melhoria contínua da eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade do Instituto.

Contactos

  •  Telefone

    (+351) 217 213 300

  •  Morada

    Rua São Tomás de Aquino, 20

    1600-871 Lisboa

  •  Email
A Carregar Informação